sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Meu livro: O ano em que tudo mudou.

Alguns de vocês já sabem, mas outros não, então vou dizer: hoje é meu aniversário.
Hoje, dia 28 de Agosto de 2015, estou completando 20 aninhos de vida. \o/
Como presente para mim mesma, decidi que estava na hora de tirar um projeto da gaveta, então eis-me aqui apresentando para vocês meu primeiro livro, O ano em que tudo mudou.


Sinopse:
Lavínia se encontra naquele estágio da vida em que existem mais perguntas do que respostas.
Depois de terminar o ensino médio ela não sabe qual caminho seguir ou quais escolhas fazer. Toda a certeza de sua vida era que podia contar com sua mãe Vanessa, seu namorado Daniel e suas melhores amigas Beatriz e Rayane, mas até isso mudou, pois alguns deles não estão mais por perto.
Em um ano ela é forçada a lidar com perdas, mudanças, dores e recomeços. Sua vida mudou completamente e ela precisa fazer o mesmo, mas será que vai conseguir? O caminho de Lavínia parece estar repleto de dores e perdas, no entanto não são nestes momentos que finalmente começamos a crescer e amadurecer?

Quando o escrevi, no final de 2014, não imaginava que fosse chegar ao ponto de publicá-lo. Eu queria apenas vencer um desafio pessoal, o NaNoWriMo.

Para quem não conhece, o NaNoWriMo é um projeto criado por escritores estrangeiros, onde o intuito é escrever um livro de 50.000 palavras durante o mês de Novembro. A ideia não é criar uma super história, com super personagens nem nada assim, apenas provar para você mesmo que consegue sim começar e terminar uma história. E era isso que eu queria.

Fiquei radiante quando consegui vencer o desafio. Eu já tinha tentado escrever vários livros, mas nunca avancei muito em nenhum deles, exceto este. Exceto com a Lavínia. Eu precisava contar a história dela, simples assim.

Depois de colocar o ponto final, imprimi uma cópia dele e entreguei para minha amiga Samara (Da realidade aos sonhos), que sempre era a primeira a ler qualquer coisa que eu escrevia (e ficava/fica louca da vida quando eu não termino).

Ela leu em tempo record e disse ter adorado. Pronto, foi o suficiente para me fazer retornar para a história e sair mexendo aqui e ali, revisando loucamente.

Foram meses de acrescenta-tira-descreve-apaga-revisa-revisa-revisa-apaga-acrescenta-revisa-etc. Cada vez que eu mexia em algo (e eu fiz muito disso), enviava o arquivo para a Samara, que lia e me ajudava a pontuar o que podia melhorar.

Finalmente considerei que estava pronto, então teve toda aquela burocracia de registrar na Biblioteca Nacional (leia-se a Yara andando enlouquecidamente por SP à procura do posto estadual da BN) e esperar o registro chegar aqui em casa.

E aí vem a parte mais complicada: publicar. É, a busca alucinada por uma editora.

Fiquei surpresa da história ter sido aceita na primeira editora que enviei, porém por motivos pessoais acabei não assinando o contrato e continuei a procura. Segunda resposta positiva e mais uma recusa pessoal.

Então decidi: vamos ao e-book. \o/ Por isso aqui estou eu, apresentando meu filho mais novo filho, que foi muito bem acolhido e adotado pela Samara, minha amiga-crítica-agente-editora-conselheira. Sério, ele é quase tanto dela quanto meu. (Obrigado, minha eterna Loira!)

O livro está a venda somente no site da Amazon e, em função do meu aniversário e do "lançamento" dele, está com preço promocional. Além disso, ele está cadastrado no Programa Kindle Unlimited. :p
Não se esqueçam de curtir a fanpage para ficar por dentro das novidades sobre o livro e espero que vocês gostem.